Como funciona a escritura e o registro de um imóvel?

Como funciona a escritura e o registro de um imóvel?

Qualquer pessoa que queira comprar um empreendimento precisa entender a importância e o que é cada um


 

Entendendo sobre a escritura e registro

Comprar uma casa exige uma série de papéis e etapas, não é verdade? E durante todo esse processo, muitas dúvidas podem surgir, principalmente sobre a escritura e o registro da nova propriedade. Afinal, o que é cada um e qual a diferença entre eles?

Calma! Para esclarecer de vez, vamos explicar aqui como funcionam os documentos e o que você deve saber.

Como funciona a escritura e registro de um imóvel?

Freepik

  • Escritura de um imóvel

A escritura é um documento que expressa a vontade do comprador e vendedor negociarem um imóvel. Tudo é feito em cartório ou tabelionato, onde o tabelião (oficial do cartório) coloca no papel todas as condições para a venda e compra serem efetivadas. Então, a escritura cumpre dupla função:

-Formalizar todas as obrigações do negócio para ambas as partes;

-Efetivar a vontade de realização de compra e venda pelos envolvidos.

Caso a compra da casa seja à vista, a elaboração da escritura deve ser feita imediatamente. Já em imóveis adquiridos por meio de financiamento, o próprio contrato com o banco faz esse papel. Ou seja, não é preciso fazer escritura, apenas o registro.

Os preços e prazos para a emissão do documento podem variar de acordo com cada local do país. Os valores são tabelados em cada estado e fornecidos pelos cartórios.

 

  • Registro do imóvel

O registro de um imóvel irá consolidar e efetivar a transferência do bem para o novo titular (morador). A partir de então, ele passa a ser o proprietário responsável por arcar com algumas despesas do empreendimento, por exemplo o IPTU.

De uma forma geral e simples, é o documento oficial que estabelece quem é o atual dono do imóvel.

O procedimento é feito no Cartório de Registro de Imóveis, onde armazena todos os registros dos imóveis de determinada região. O prazo para a sua confecção varia em torno de 30 dias após a regularização da escritura.

Para os imóveis financiados, deve-se apresentar o contrato com o banco, que substitui a escritura e só será emitida depois da quitação. Os preços também variam de estado para estado e são baseados no valor do empreendimento.

Fique atento! Se o registro não tiver sido feito, você terá apenas a posse e o uso do imóvel. Em outras palavras, morará em uma casa que não é oficialmente sua.

 

Compra descomplicada

A Ecovita sempre se preocupa em auxiliar os futuros moradores em toda as etapas para a compra da casa própria. É por meio de conteúdos como esse que podemos fazer a diferença. Por isso, sempre nos colocamos à disposição para te ajudar no que for preciso. Conte com a gente!

 

Continue acompanhando os nossos artigos, toda semana tem novidade!

 

Artigos relacionados

Financiamento: o que mudou desde o início da pandemia?

Desde o início da pandemia, algumas coisas mudaram. Confira tudo o que você precisa saber sobre o...

Continue lendo

Economia doméstica: diferença entre consumo e consumismo

A forma como você lida com a economia doméstica pode fazer a diferença na hora de comprar a casa...

Continue lendo

Aprenda como fazer brinquedos reciclados para as crianças

Dê uma nova oportunidade a itens que estão parados em casa e que podem ser...

Continue lendo

Junte-se à discussão